9 superstições de casamentos que nunca saem de moda

Casamentos são repletos repletos de superstições e simbologia, mas você já parou para pensar  porque seguimos essas tradições?

A maneira de comemorar o casamento muda muito de região, cultura e costumes, mas independente do local onde a pessoa esteja, as tradições se mantêm conforme os anos passam.

Muitas dessas superstições e tradições nunca saem de moda, você pode até mudar alguns protocolos na sua cerimônia e inserir algumas novidades, mas sempre vale a pena investir em  “velhas” tradições.

Conheça 9 superstições de casamentos! Com certeza uma delas você vai seguir a risca.

ALIANÇAS

9-supertições-de-casamentos-que-nunca-saem-de-moda-3

Foto Unsplash.com

Essa é uma tradição, pois se acreditava que é neste dedo passava uma veia (vena amoris) que estava diretamente ligada ao coração. Essa superstição é seguida até aos dias de hoje, os noivos devem usar a aliança no quarto dedo da mão esquerda (dedo anular)

CINTA LIGA

9-supertições-de-casamentos-que-nunca-saem-de-moda-1

Foto Unsplash.com

Essa é tradição que ainda é muito praticada, a cinta é um complemento do look da noiva que representa sensualidade, mistério e virgindade. Usar cinta liga no dia do casamento é uma tradição muito comum na Europa, onde é considerada um amuleto da sorte.

A tradição de oferecer a liga vem do século XVI, na  França onde se dizia que a liga da noiva trazia boa sorte, então os convidados andavam atrás da noiva para a conseguir. Para que deixassem de ser perseguidas, as noivas começaram a ser elas a atirá-la aos convidados.

CARREGAR A NOIVA

9-supertições-de-casamentos-que-nunca-saem-de-moda-4

Foto Unsplash.com

Diz a tradição que o noivo deve carregar a noiva no colo para entrar no novo lar,  segundo a lenda, ela atrai azar se acabar entrando com o pé esquerdo.

CHUVA DE ARROZ

A chuva de arroz jogada pelos convidados ao final da cerimônia é uma maneira de homenageá-los.

Para os chineses e hindus, o arroz é símbolo de prosperidade, saúde, fertilidade, felicidade e riqueza, por isso a preferência por este grão, mas hoje em dia muitos estão usando pétalas de rosas , confetes , bolinha de sabão para inovar essa tradição.

FLOR NA LAPELA

Normalmente é colocado um na lapela do noivo, dos pais e dos padrinhos simboliza o carinho e afeto da noiva com relação a essas pessoas.

JOGAR O BUQUÊ

Foto Unplash.com

O buquê de flores é, tradicionalmente, uma maneira de garantir ao casal uma vida harmoniosa e perfumada para o casal.

Na simbologia do casamento, jogar o buquê é como dividir a felicidade que os noivos estão sentindo. Reza a lenda que a convidada que pegar o buquê será a próxima a se casar.

LUA DE MEL

Inicialmente, a lua de mel era um sequestro. Sim, acredite! O homem apaixonado deveria raptar sua pretendente, de lua cheia à lua cheia (período de um mês), para conquistá-la e convencê-la a aceitar o casamento.

Esse ritual ganhou o devido nome pois durante esse período, o noivo oferecia à ela um drink afrodisíaco a base de mel.Além disso, uma outra versão dessa história diz que, em Roma, os convidados dos noivos pingavam gotas de mel na porta da casa do casal para que eles tivessem uma nova vida “doce”.

NOIVO NÃO DEVE VER A NOIVA

Acredito que esse é uma tradição ou costume mais antigos que existem no casamento e que geralmente as noivas seguem a risca.

Essa superstição ou tradição vem da época em que os casamentos eram acertados pelas família e o homem não poderia ver a noiva para evitar que se arrependesse do acordo.

VESTIDO BRANCO

9-supertições-de-casamentos-que-nunca-saem-de-moda-7

Foto Unsplash.com

O vestido de noiva branco começou com a Rainha Victória da Inglaterra, no século XIX.  Além de ser a pioneira na escolha do vestido branco, Victória foi também uma das primeiras da alta nobreza a se casar por amor , essa cor simboliza a castidade e a pureza.

 

E você, conhecia todas essas superstições de casamento?

 

Sem comentários

Deixe seu comentário